Após o pagamento de mais de cinco meses de Auxílio Emergencial, o Governo Federal decidiu ampliar o programa em mais quatro parcelas. O benefício criado inicialmente no mês de abril de 2020 para conter os impactos sociais da crise econômica decorrente da pandemia de coronavírus foi concedido por meio do pagamento de três parcelas de R$ 600,00 destinadas às pessoas maiores de idade em situação de vulnerabilidade social, podendo...

A economia brasileira se encontra no estágio final de um longo ciclo de cortes em sua taxa básica de juros (Selic), a qual atingiu sua nova mínima histórica de 2% ao ano (a.a.) durante o último encontro do Copom, nos dias 4 e 5 de agosto. Para a tomada de decisão, foram considerados o ainda elevado nível de ociosidade na atividade econômica e o ambiente de incerteza causado pela pandemia, que pode promover uma recuperação mais...

Para aqueles que acompanham de perto a economia, já é claro que a balança comercial brasileira apresentou resultados consideráveis no primeiro semestre, em meio a uma recessão técnica oficializada na última semana. Apesar de ser  inegável a forte contribuição da taxa de câmbio para os resultados em análise e de ainda ser cedo para definir qualquer padrão,  focalizamos nosso estudo na possível relação entre a fase da pandemia e...

O Índice de Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA-15) apresentou mais um mês de alta, variando 0,23% em agosto após o avanço de 0,30% registrado em julho. É possível notar, portanto, um aumento considerável deste índice em relação ao resultado obtido em agosto de 2019, quando o IPCA-15 foi de apenas 0,08%. Esses valores são o reflexo de uma leve recuperação das atividades relacionadas à indústria e comércio, o que contri...

Alguns meses após a implantação das medidas de distanciamento social, em decorrência da pandemia do coronavírus no Brasil, ainda continuamos sofrendo com os reflexos da doença infecciosa sobre o mercado de trabalho. E o cenário poderá ser ainda pior se o auxílio emergencial for cortado pelos próximos meses. O coronavoucher tem sido um grande alento para muitas famílias e um aliado do país na luta contra o desemprego. A pesquis...

No fim do mês de julho, as estatísticas sobre a economia do segundo trimestre foram divulgadas e trouxeram certo otimismo aos brasileiros por confirmar uma queda não tão profunda da atividade econômica no período, como era aguardado. As projeções para o PIB continuam em revisão, com novas reduções na expectativa de queda. Entretanto, cabe destacar que a recuperação é bastante heterogênea entre os setores, implicando uma discus...

O saldo total de empréstimos concedidos pelo Sistema Financeiro Nacional (SFN) atingiu 50,4% do Produto Interno Bruto brasileiro no último mês de junho, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Esse dado mostra que houve um grande aumento no volume de crédito disponível no mercado para o enfrentamento da pandemia – o mesmo cresceu 3,9% entre fevereiro e junho de 2020.

Um dos problemas com a concessão de crédit...

O governo federal, sob a liderança do ministro da economia Paulo Guedes, apresentou no dia 21 de julho de 2020 a primeira parte da proposta de reforma tributária ao Congresso Nacional. A proposta viria para começar a simplificar e ajustar o sistema tributário brasileiro, a fim de corrigir os problemas que fazem a tributação do Brasil ser complexa demais, na visão de investidores internacionais. 

A medida de maior destaque conti...

Com o objetivo de estimular a atividade econômica, o Banco Central (BC) decidiu adiantar para o próximo dia 5 de outubro o novo sistema de transferência eletrônica de moeda, o PIX. Esse sistema não só auxiliará o cidadão comum que necessita fazer transferências entre contas envolvendo diferentes instituições financeiras como também tornará mais prático o dia a dia dos novos microempreendedores e até mesmo das pessoas que traba...

No início de 2020, o Instituto de Finanças Internacionais analisou o grau de endividamento público dos países latinos. Segundo a organização, países como o Chile haviam se endividado consideravelmente nos últimos anos, porém o Brasil era o caso mais preocupante, já que sua dívida pública era a mais alta entre os Estados observados. Nesse período, nenhuma instituição seria capaz de prever com exatidão para onde a pandemia iria...

Please reload