Produzido originalmente para o jornal Tribuna de Minas.

     Muito se discute sobre a entrada do jovem profissional no mercado de trabalho e os obstáculos enfrentados por eles em busca do primeiro emprego. De acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), vinculada ao Ministério do Trabalho, o número de trabalhadores com idade entre 18 e 29 anos em Minas Gerais no ano de 2016 estava em torno de 1,4 milhão, representando aproximadamente 30,1% do total de pessoas empregadas no Estado. Em Juiz de Fora, a proporção é superior à média estadual 30,35%, mas há espaço para melhorias.

     De modo geral, a proporção é maior para as principais economias mineiras, com exceção de Belo Horizonte (26,3%), que apresenta proporção menor do que a média estadual (26,87%). Entre os maiores municípios que se apresentam relativamente mais atraentes para os jovens, isto é, com maior proporção de jovens empregados com relação aos empregados totais, estão Uberlândia (34,42%), Montes Claros (34,3%) e Extrema (41,15%). Inversamente, os municípios que apresentaram as menores taxas são os de menor atividade econômica, principalmente por não reunirem negócios capazes de captar os recém-chegados no mercado de trabalho.

     Quanto ao nível educacional dos jovens que estão ingressando no mercado de trabalho, os dados da RAIS (2016) indicam que a taxa média de empregados com ensino superior completo é menor para pessoas entre 25 e 29 anos do que para pessoas com mais de 30 anos. Muitos fatores contribuem para esse fenômeno, entre eles a atual recessão econômica e a estrutura complexa do mercado de trabalho atual, que estimula os jovens a buscarem mais tempo de estudo/especializações e postergar a entrada definitiva no mercado de trabalho.

     O desafio das políticas públicas é prover novas oportunidades de emprego aos mais jovens e, nesse sentido, a Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif) e a União Estadual do Estudantes (UEE/MG) firmaram uma parceria que visa oferecer oportunidades para recém-formados em diversas áreas acadêmicas de se relacionar com experiências do mercado de trabalho. Os eventos ocorrem através do Circuito Mineiro de Compras Sociais (CMCS), que já possui um histórico de fomento a pequenos negócios e empresas mineiras e realiza exposições em diversas regiões do estado, mudando a realidade de muitos jovens mineiros.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

November 12, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga no Facebook
  • Facebook CMC