Quando se trata de comércio internacional, quais setores se destacam no Brasil?

 

 

Produzido originalmente para o jornal Tribuna de Minas

    Os países são interdependentes economicamente. Essa interdependência gera diversos benefícios relacionados à maior oferta e variedade de bens e serviços. Visto que os países não são autossuficientes em todos os recursos demandados, estes recorrem ao comércio internacional. Isso possibilita que matérias-primas, produtos e tecnologia sejam trocados entre os países – o que também pode impulsionar ganhos de competitividade na economia.

     A realização dessas trocas no mercado internacional, por exemplo, permite ao Brasil vender produtos para os quais possui vantagens comparativas na produção, como os bens agrícolas. Esse cenário também permite ao país comprar produtos para os quais a produção nacional não é capaz de suprir a demanda interna.

     No caso brasileiro, importantes setores se destacam no mercado internacional, como o setor agrícola e o setor petrolífero. No que tange ao setor agrícola, a soja é o produto de destaque, seguido do milho. Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, de janeiro a setembro de 2018, a exportação da soja chegou ao valor de 27,56 bilhões de dólares – equivalente a 15% das exportações totais. Na comparação no mesmo período, o milho em grãos atingiu 2,7% de participação nas exportações totais, algo em torno de 4,85 bilhões de dólares.

     Já o setor petrolífero brasileiro exporta principalmente óleos brutos de petróleo, com uma participação de quase 10% nas exportações e vendas totais de 17,86 bilhões de dólares, 4,52 bilhões de dólares a mais do que no mesmo período acumulado de janeiro a setembro de 2017. Outros setores que também se destacam no campo de média-alta e alta tecnologia no país são, respectivamente, o setor automobilístico (6,4% das exportações totais) e setor de aviação (3,1% das exportações totais).

     Vale destacar que, entre janeiro a setembro de 2018, o Brasil permaneceu com um superávit na balança comercial em torno de 44,3 bilhões de dólares. O principal destino dos produtos brasileiros é a China, com exportações de 47,2 bilhões de dólares (26% das exportações brasileiras). Os Estados Unidos são o segundo maior parceiro comercial, com exportações de 20,6 bilhões de dólares (11,5% das exportações).

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

November 12, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga no Facebook
  • Facebook CMC