Será a hora da boa fase do Turismo no mundo?

 

     Não se pode negar que o ano de 2018 foi um ano muito bom para o turismo mundial. Como constatação, pode-se citar o recorde de números de turistas em Portugal no ano de 2018, subindo 0,4% em relação ao ano anterior, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Outro caso de sucesso foi Paris que obteve um aumento de 36%, na comparação de 2018 com o ano anterior, no número de turistas acomodados nos hotéis da região, de acordo com o Comitê Regional de Turismo de Paris (CRT).

     Concomitante a esses bons resultados, nota-se que no setor também houve aumento no número de empregos diretos gerados, bem como no investimento em infraestrutura e contribuição para o PIB. De acordo com projeções elaboradas pela World Travel & Tourism Council (WTTC) em parceria com a Oxford Economics, o turismo foi responsável pelo aumento de 2,4% de empregos diretos no mundo, bem como um aumento de 2,7% no PIB. Esses dados foram acarretados devido ao aumento de 2,6% dos investimentos diretos do setor.

     No entanto, as Américas ficaram na lanterna desse crescimento, apresentando alta de aproximadamente 3%. No Brasil, segundo dados divulgados pelo IBGE, foi registrado crescimento de 2% no setor turístico em 2018. Esse crescimento foi puxado pelos segmentos de hotéis, transporte aéreo e locação de imóveis, porém, na contramão, o segmento de restaurantes continua em baixa. Regionalmente, os locais em que mais houve crescimento foram Espirito Santo (7%), Ceará (6,6%) e São Paulo (5,1%).

     Para o ano de 2019, com a continuidade na estabilização econômica, é esperado que a tendência de crescimento no setor se consolide. Com um mês de janeiro favorável, foi registrada alta de 7% na chegada de voos internacionais, em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo divulgação do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). Esse aumento foi guiado principalmente pela região Sul, com cerca de 19% de alta, porém outras regiões também tiveram grande representatividade, como: o Nordeste, com alta de 17%; Guarulhos, em São Paulo, com alta de 7%; Galeão, na cidade do Rio de Janeiro, com alta de 9% e Brasília, no Centro-Oeste, com ampliação de 32%.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

November 12, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga no Facebook
  • Facebook CMC