Construção civil como termômetro da economia

May 7, 2019

 

Produzido originalmente para o jornal Tribuna de Minas.

     A indústria da construção civil é considerada o termômetro da economia brasileira devido aos seus encadeamentos produtivos. A relação de interdependência econômica do setor de construção civil com os demais setores da economia brasileira proporciona uma relação com o nível de emprego. Isto é, em momentos de aquecimento econômico, há geração de mais empregos, enquanto em momentos de retração econômica muitos postos de trabalho são perdidos. Além disso, a oferta e a demanda no setor de construção civil geram encadeamentos produtivos nos mais variados setores, desde o setor de siderurgia até a prestação de serviços imobiliários ou de serviços financeiros.

     Desde 2015, quando o PIB do País encolheu 3,77% em relação ao ano anterior, até 2017, o setor de construção apresentou quedas tanto em receitas como no saldo de empregos. Porém, nos últimos meses, podemos ver que existem sinais de crescimento na construção civil, visto que o saldo de emprego nacional aumentou 0,96% no acumulado de 2019, o que significa um aumento de 18.968 postos de trabalho até março.

     Este cenário se reflete na cidade de Juiz de Fora, onde o saldo de empregos formais da construção civil também é positivo em 2019, com a criação de 127 postos de trabalho. Esse é o melhor resultado para a construção civil em Juiz de Fora desde 2012, quando foram gerados 624 empregos. Em termos de geração de empregos, o setor de construção civil de Juiz de Fora só fica atrás do setor de serviços, que gerou outros 671 empregos em 2019, segundo dados disponibilizados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Vale lembrar que, em 2016, foram extintas 1.157 vagas de emprego no setor de construção civil.

     Embora o volume absoluto de empregos gerados na construção civil de Juiz de Fora não seja grande, é um indício de recuperação econômica e sinaliza a reversão da tendência do setor de construção civil na cidade. Além disso, diante dos encadeamentos produtivos do setor de construção civil, sua recuperação econômica pode representar um estímulo à demanda de diversos outros setores da economia local e na região da Zona da Mata mineira.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga no Facebook
  • Facebook CMC